Marcelo Freixo denuncia Bolsonaro à PGR por crime contra saúde pública

O deputado diz que o presidente colocou a saúde dos jornalistas em risco ao tirar a máscara para anunciar que estava com covid-19

Presidente Jair Bolsonaro em momento sem máscara durante anúncio do teste positivo de Covid-19, no Palácio da Alvorada. Foto: Reprodução/ Tv Brasil

Presidente Jair Bolsonaro em momento sem máscara durante anúncio do teste positivo de Covid-19, no Palácio da Alvorada. Foto: Reprodução/ Tv Brasil

Política

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a saúde pública.

O parlamentar pede uma investigação na conduta de Bolsonaro quando ele deu a entrevista em que anunciou o resultado de seu exame.

Ao anunciar que seu teste para a covid-19 tinha dado positivo nesta terça-feira 07, Bolsonaro falou com jornalistas e no final tirou sua máscara.

Segundo Freixo, o presidente colocou a saúde dos profissionais em risco. “O Código Penal prevê punição para quem cometer periclitação da saúde de outras pessoas”, justificou o deputado.

Bolsonaro tira a máscara para falar com jornalistas. Foto: reprodução.

Freixo diz, também, que Bolsonaro desrespeitou a Lei nº 13.979/2020, sancionada por ele, que dispõe que quem está contaminado pela covid-19 deve ficar em isolamento.

“Não resta dúvida de que o Presidente Jair Bolsonaro praticou, direta, consciente e concretamente, crime de perigo à saúde, que deve ser seriamente apurado por este Órgão”, argumenta o parlamentar.

“Desejo que o presidente melhore. Melhore como pessoa, não só na sua saúde. Dê mais valor à vida, a dele e a dos brasileiros. Não espero que ele seja um presidente melhor, porque nisso eu não acredito”, conclui o deputado.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem