Diversidade

Malunguinho: “É gravíssimo eu ser a única deputada trans negra do mundo”

Em entrevista a CartaCapital, a parlamentar comenta o recente caso de transfobia que sofreu na Alesp

Apoie Siga-nos no

Erica Malunguinho é a primeira deputada trans eleita no Brasil e a primeira negra do mundo. Filiada ao PSOL, a parlamentar de São Paulo atua na Assembleia Legislativa do Estado e leva para a política sua luta por igualdade de gênero, de raça e direitos aos LGBTs.

Em entrevista a CartaCapital, Malunguinho contou um pouco sobre sua trajetória, explicou a origem do seu “Mandata Quilombo”, nome que ela atribui para sua equipe, e o caso de transfobia que sofreu do parlamentar Douglas Garcia, do PSL. 

O deputado, do mesmo partido de Bolsonaro, afirmou em sessão na Assembleia que se visse uma mulher trans em um banheiro feminino “tiraria a tapas”. “Protocolamos um requerimento por quebra de decoro parlamentar, agora cabe a casa decidir. A questão não é o Douglas, mas entender ele parte de um sistema de opressão o qual ele é porta voz”, disse.

Assista à entrevista:

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.