Lula mantém a liderança para 2022, Ciro cai e Moro é o 3º colocado, diz pesquisa

No cenário mais provável de 2º turno, o petista bateria Jair Bolsonaro por 49,2% a 37,4%, indica Modalmais/Futura Inteligência

O ex-presidente Lula e o ex-juiz Sergio Moro. Fotos: Ricardo Stuckert e Nelson Almeida/AFP

O ex-presidente Lula e o ex-juiz Sergio Moro. Fotos: Ricardo Stuckert e Nelson Almeida/AFP

Política

Pesquisa Modalmais/Futura Inteligência divulgada nesta quarta-feira 24 indica que Lula (PT) mantém a liderança de todos os cenários projetados para as eleições de 2022 e que Sergio Moro (Podemos) assumiu a 3ª posição, ultrapassando Ciro Gomes (PDT).

 

 

No 1º cenário considerado, Lula tem 38,6% das intenções de voto, ante 32,4% de Jair Bolsonaro, 11,9% de Moro, 6,2% de Ciro, 1,8% de Guilherme Boulos (PSOL) e 1,4% de Eduardo Leite (PSDB).

No 2º, com substituição do representante tucano, Lula lidera com 37%, contra 30,8% de Bolsonaro. Aparecem a seguir Moro, com 13,6%; Ciro, com 7,5%; Boulos, com 2,1%; e João Doria (PSDB), com 1,9%.

Em um cenário mais enxuto, Lula marca 42,3%, seguido por Bolsonaro, com 32%. Completam a lista Moro, com 16%, e Leite, com 2,5%. Com troca de tucanos, não há mudança significativa. Lula tem 42,6%, à frente de Bolsonaro, com 31,7%; Moro, com 16,3%; e Doria, com 3,1%.

O levantamento também considerou um cenário com apenas três candidatos: Lula, Bolsonaro e Moro. Neste caso, o petista chega a 43,4%, contra 32,7% do ex-capitão e 17,4% do ex-juiz.

A rodada atual aponta uma queda de Ciro Gomes nos principais cenários, na comparação com a pesquisa divulgada em 27 de outubro.

No cenário mais provável de 2º turno, Lula bateria Bolsonaro por 49,2% a 37,4%. O ex-capitão, por sua vez, aparece numericamente à frente de Ciro Gomes para uma eventual disputa: 40,9% a 39,9%. Neste caso, porém, há empate técnico.

Também há equilíbrio em uma projeção do confronto entre Moro e Bolsonaro. O ex-juiz da Lava Jato tem 38,8%, contra 35,7% do presidente ao qual serviu como ministro da Justiça e da Segurança Pública.

Moro, por sua vez, perderia para Lula por 46,6% a 33,6%, mas derrotaria Ciro por 38,2% a 31,2%.

A pesquisa colheu 32.963 entrevistas por telefone entre 16 e 20 de novembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Leia a íntegra:

R_Eleições2022_Modalmais_202111_RelatórioDivulgação_V00

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem