Diversidade

Lula lança ‘Plano Juventude Negra Viva’ com foco na redução da desigualdade racial; entenda as ações previstas

O projeto, lançado nesta quinta-feira 21, terá investimentos de 655 milhões de reais em áreas como saúde, educação e segurança pública

Foto: Ricardo Stuckert
Apoie Siga-nos no

Coordenado pelo Ministério de Igualdade Racial, sob a liderança de Anielle Franco, o governo Lula (PT) lançou, nesta quinta-feira 21, o Plano Juventude Negra VivaO programa envolve 18 ministérios na criação e implementação de políticas públicas voltadas para a juventude negra do País, estimada em 23% da população brasileira.

O objetivo do programa lançado nesta quinta, informa o Planalto, é reduzir desigualdades enfrentadas pela população negra através de ações nas áreas de saúde, educação e segurança pública. 

Ao todo, serão investidos 655 milhões de reais no Plano que possui 200 ações e 43 metas específicas para aplicação projetada em 12 anos, com previsão de avaliação e renovação a cada quatro anos.

Entenda o plano

Segundo o Planalto, os governadores poderão aderir ao Plano, ficando a cargo do governo federal executar as ações. Até o momento, Distrito Federal, Goiás, Piauí, Amapá e Amazonas aderiram aos termos da cooperação.

Em destaque entre as ações está a criação de um projeto nacional para o uso de câmeras corporais por policiais. A intenção é evitar abordagens violentas, que atingem, principalmente, jovens negros. 

O projeto pretende criar uma diretriz nacional de uso de câmeras corporais e a elaboração de cadernos de referência operacional para o uso dos equipamentos. Treinamento para os agentes e operadores das câmeras também está na lista de ações previstas.

Ainda estão programadas ações de cotas étnico-raciais para programas de fomento à cultura, além de bolsas de incentivo a jovens que queiram ingressar em carreiras do serviço público federal. A ideia, nesse último caso, é ampliar a oferta de bolsas de preparação e processos seletivos específicos. Há ainda a intenção de criação de um sistema para monitorar a reserva de vagas.

De acordo com o governo, também é meta do Plano aperfeiçoar as ações afirmativas na educação superior e pós-graduação. Um dos mecanismos mencionados é a ampliação de bolsas para estudantes negros e o “fortalecimento” de cursinhos pré-vestibulares comunitários.

Em outro ponto, o plano prevê a aplicação de uma política pública de saúde para tratar pessoas que foram resgatadas de regime de trabalho análogo à escravidão, em sua maioria, negros.

Todas as ações estão divididas nos seguintes eixos: educação, cultura, segurança pública, trabalho e renda, geração de trabalho de renda, ciência e tecnologia, esportes, segurança alimentar, fortalecimento da democracia, meio ambiente, garantia do direito à cidade e valorização dos territórios.

O projeto foi desenvolvido a partir de entrevistas com aproximadamente 6.000 jovens negros durante a realização das Caravanas Participativas, que percorreram os 26 estados e o Distrito Federal em 2023.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo