Política

Lula efetiva Jean Lima como presidente da EBC; conheça o perfil

Historiador estava como presidente interino da emissora após a saída de Hélio Doyle por post sobre Israel

Joédson Alves/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nomeou Jeansley Charlles de Lima, conhecido como Jean Lima, para presidir a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC). A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira 15. 

Antes ocupando o cargo de diretor-geral, Jean havia sido nomeado como presidente interino após a exoneração de Hélio Doyle, em 23 de novembro.  A demissão de Doyle ocorreu após o ex-presidente da estatal compartilhar em suas redes sociais publicações críticas a apoiadores de Israel no início do conflito no Oriente Médio. 

Ao assumir como interino, Jean ressaltou a necessidade de se construir um plano de estruturação de carreiras na estatal, bem como avançar nas negociações de um Acordo de Trabalho Coletivo. 

“São pautas que considero importantes em relação aos empregados e empregadas”, disse à época. 

O novo presidente é filiado ao PT e tem a confiança do ministro da Secretaria de Comunicação, Paulo Pimenta. 

De formação, Jean Lima é doutor em história econômica pela Universidade de São Paulo (USP), e mestre em história social pela Universidade de Brasília (UnB), onde também se graduou no mesmo segmento.

Antes de assumir a diretoria-geral da EBC, ele foi consultor no governo federal durante a gestão de Dilma Rousseff (PT), quando atuou na Secretaria de Relações Institucionais. Na pasta, trabalhou na elaboração, execução e monitoramento de políticas públicas nas áreas da educação e alimentação escolar.

No setor público, Jean já ocupou a presidência da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) e do Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal (IpeDF) e foi coordenador-adjunto de articulação intergovernamental, coordenador-executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do DF (CDES/DF) e secretário-adjunto de governo, na Secretaria de Estado de Governo do Distrito Federal.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Assine a edição semanal da revista ou contribua com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo