Economia

Lula critica subordinação da Lava Jato aos EUA e diz que Refinaria Abreu e Lima é ‘árvore frondosa’

O presidente celebrou a retomada de investimentos na refinaria pernambucana com críticas a Bolsonaro: ‘Psicopata’

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o Presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, durante Cerimônia de Retomada das Obras da Refinaria Abreu e Lima. Foto: Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) celebrou a retomada de investimentos na Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, em um discurso com ferrenhas críticas à Lava Jato, aos Estados Unidos e ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em cerimônia com petroleiros nesta quinta-feira 18.

Com operações iniciadas em 2014, a RNEST foi alvo da Lava Jato por suposto prejuízo aos cofres públicos, mas a Justiça concluiu, em 2021, que não houve lesão ao Estado com o empreendimento.

Na solenidade, Lula afirmou que os Estados Unidos eram contrários à existência da Petrobras desde a criação da estatal, em 1953, no governo de Getúlio Vargas. O presidente criticou o que chamou de “elite com complexo de vira-lata, subordinada aos interesses dos outros e com pouco interesse neste País”.

“Tudo o que aconteceu neste País foi uma mancomunação entre alguns juízes, alguns procuradores, subordinados ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que nunca aceitaram o Brasil ter uma empresa como a Petrobras”, declarou Lula.

“As pessoas que me acusaram estão apodrecendo, porque sabem que mentiram e que o inferno os aguarda por tanta mentira que eles contaram. Os pastores que mentiram a meu respeito sabem que não estão falando em nome de uma religião séria ou em nome de Deus. Sabem que estão mentindo e que Deus está vendo. Entretanto, fazem parte de um jogo sórdido”, criticou.

Lula voltou a dizer que o primeiro ano deste mandato serviu como um período de “recuperação” e comparou as medidas do governo com o processo de cultivo e colheita.

Segundo ele, a RNEST é “a primeira árvore frondosa da colheita”.

“O primeiro ano foi o ano de limpar o terreno e de plantar coisas novas. Este ano é o ano da colheita. E a primeira árvore frondosa que nós estamos colhendo é a operação da RNEST”, afirmou.

Lula cobrou um levantamento das perdas financeiras para o poder público com a interrupção das operações de Abreu e Lima e criticou demissões de trabalhadores nesse período.

Na sequência, fez referência a Bolsonaro como um “psicopata”.

“Quanto este País perdeu na sua competitividade internacional, até chegar ao ponto de a gente eleger um psicopata para ser presidente da República?”, indagou Lula. “Alguém que vive da mentira, da maldade, de ofender os outros. E é fácil, porque para ele, todo mundo aqui é ladrão, é comunista, defende aborto. Como se ele e os seus filhos fossem exemplo de família.”

De acordo com o governo, a expectativa é que a Petrobras fature 100 bilhões de dólares anuais com o funcionamento integral da refinaria. A estatal projeta a criação de 30 mil empregos.

O objetivo é concluir a construção do Trem 2 da refinaria até 2028. Além disso, o governo quer inaugurar a primeira unidade de transformação do óxido de enxofre e do óxido de nitrogênio em um novo produto. Outra intenção é ampliar a produção do Trem 1 até 2025.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo