…

Idas e vindas da esquerda na tentativa de criar um bloco na Câmara

Política

Enquanto Rodrigo Maia (DEM) nada de braçadas em direção a reeleição na Câmara dos Deputados, siglas à esquerda continuam patinando na missão de construir um bloco que, se já não tem força para levar a disputa da presidência para o segundo turno, ao menos mira em se manter como oposição e conquistar uma cadeira da Mesa Diretora. A votação acontece na próxima sexta-feira, 1º.

O PT, PSOL e PSB ensaiam há algumas semanas uma formação que até agora não está certa. O que une os três, principalmente, é a recusa em apoiar a candidatura de Maia – que está com o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. PSB, porém, tem outro interesse em particular.

Tanto PT como PSOL esperam uma posição do presidente do PSB, Carlos Siqueira, sobre se a legenda está dentro ou fora do bloco. Siqueira, porém, não para de fazer cálculos: não está convencido de que o número de deputados das três siglas – 98 parlamentares – seja suficiente para conquistar a almejada cadeira na Mesa Diretora – que PT e PSOL já colocaram à disposição do PSB caso consigam a vaga.

Diante dos microfones, ele insistia que ainda existe chances de trazer PCdoB e PDT para o bloco.

PCdoB, porém, não deixará de apoiar Maia, que tem em suas mãos a decisão sobre a instauração ou não da CPI da UNE, que investigaria possíveis irregularidade no desvio de verba pública e poderia respingar no partido. O demista segura esse favor há quase dois anos para a sigla comunista.

Leia também: Nossa aliança não é nova, diz presidenta do PCdoB sobre apoio a Maia

O PDT de Ciro Gomes, por sua vez, não tem nenhum interesse em associar com o PT.

Paralelamente ao bloco à esquerda, Siqueira conversava com PP e MDB. Juntos eles superariam o bloco da esquerda – com 103 parlamentares. A hipótese ficou apenas na especulação de Siqueira. Ambas as siglas anunciaram ontem apoio a Maia.

Diante dos gravadores, insiste na retórica de que ainda há possibilidade de trazer do PCdoB e o PDT para o bloco – ambos já disseram que estão com Maia.

Paralelamente a isso, Siqueira manteve conversas com o PP e o MDB até segunda-feira, 28, quando ambas as siglas decidiram por também apoiar o demista.

Leia também: Para Freixo, apoio a Rodrigo Maia na Câmara é o suicídio da esquerda

Mesa

A Mesa Diretora da Câmara é composta por 11 cadeira. Com exceção da vaga de presidente, as outras vagas – dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes – são definidas a partir do número de deputados que compõe cada bloco formado. Assim, quanto maior o número de parlamentares no bloco, mas chance de conseguirem uma cadeira.

Dentro das funções dos parlamentares que compõe a Mesa está a direção dos trabalhos legislativos e administrativos da Casa, como priorizar as demandas do processo legislativo.

Tudo ou nada

A existência do bloco depende da decisão do PSB, que a cada dia que passa reduz o leque de possibilidades para sua legenda. Segundo parlamentares, o PSOL não manteria a aliança com PT sem a presença de outras siglas que formasse um bloco mais amplo, disposto a ser oposição. Não à toa a sigla convidou a Rede – que tem apenas uma deputada – para juntar-se ao grupo.

A reunião para fechar essa história estava marcada para segunda-feira, 28, mas foi remarcada para a noite de quarta-feira 30, antevéspera da eleição da Câmara. Em dois dia muita água pode rolar.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site CartaCapital.com.br

Compartilhar postagem