CartaExpressa

Governo não planeja mudanças na relação com o Banco Central, diz Padilha após declarações de Lula

O ministro se pronunciou após o presidente chamar a independência da instituição de ‘bobagem’

Foto: Foto: Oswaldo Corneti/Fotos Públicas
Apoie Siga-nos no

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, descartou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vá fazer mudanças na relação com o Banco Central. A declaração foi publicada no Twitter, nesta quinta-feira 19.

Padilha se pronuncia um dia depois de a emissora GloboNews exibir uma entrevista com Lula, na qual o presidente chama de “bobagem” a ideia de independência do Banco Central. O petista, na ocasião, criticou a aprovação da lei de autonomia à instituição durante o governo de Jair Bolsonaro (PL).

O ministro disse que Lula “deu plena autonomia” a Henrique Meirelles, presidente do Banco Central nos anos 2000, e que “não vai mudar de postura”.

O presidente não vai mudar de postura agora, ainda mais com uma lei que estabelece regras nesse sentido“, escreveu. “Não há nenhuma pré-disposição por parte do governo de fazer qualquer mudança na relação com o Banco Central.”

A decisão de não reverter a autonomia do Banco Central agrada ao mercado, porque economistas liberais acreditam que a independência distancia a instituição das “pressões” políticas do governo que está no poder.

Já economistas progressistas são críticos à independência, porque acreditam que essa medida aumenta a influência do mercado sobre a instituição, enquanto a política econômica eleita nas urnas deveria prevalecer.

 

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo