Em nova pesquisa, aprovação de Bolsonaro cai ainda mais e vai a 35%

Levantamento da XP mostra que a trajetória vem caindo desde fevereiro, quando o trabalho do presidente era aprovado por 40% da população

(Foto: Agência Brasil)

(Foto: Agência Brasil)

Política

A avaliação da população sobre o desempenho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) está em franca queda. Segundo a pesquisa divulgada nesta sexta-feira 5 pela XP Investimentos, 35% aprovam o presidente.

Segundo o levantamento, realizado de 1 a 3 de abril, as curvas de aprovação e reprovação mostram nitidamente uma trajetória ruim para Bolsonaro a partir de fevereiro, quando era aprovado por 40% dos que responderam à pesquisa da XP. Depois, em março, oscilou para 37%. Agora, está em 35%.

Na mesma medida, a reprovação a Bolsonaro só aumenta. Em fevereiro, o índice era de 17%, passando a 24% em março. Em abril, atingiu 26%, oscilação dentro da margem de erro, mas que confirma a trajetória de alta no indicador. A proporção dos que consideram o governo regular, 32%, se manteve entre março e abril. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.

Bolsonaro (foto: Agência Senado)

Confiança nas instituições: as instituições que desfrutam da menor confiança ainda são os partidos políticos. Cerca de 89% dizem não confiar neles. Em oposição, as Forças Armadas são a instituição com o maior nível de confiança: 66% dizem que podem confiar nelas.

Previdência: oscilou 3 pontos para baixo a percepção da população de que a reforma é necessária, embora a maior parte continue defendendo a mudança. Em março, 64% concordavam com a afirmação de que é preciso fazer uma reforma da Previdência. Em abril, eram 61%.

Nova política: 55% dos entrevistados responderam que o Brasil vive uma “nova política”. Do outro lado, 39% não concordam com essa interpretação.

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem