Política

Eleitores de Vitória avaliam governo Lula em nova rodada da Paraná Pesquisas; veja os resultados

A pesquisa desta quinta-feira conversou com 800 eleitores da capital do Espírito Santo entre os dias 17 e 22 de maio

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

O instituto Paraná Pesquisas divulgou, nesta quinta-feira 23, um novo levantamento que mostra a avaliação de eleitores de Vitória, no Espírito Santo, ao terceiro mandato do presidente Lula (PT).

A pesquisa desta quinta-feira mostra Lula com 51,1% de desaprovação e 44,1% de aprovação. Quase 5% dos eleitores não souberam opinar ou preferiram não responder ao questionamento.

Na última vez em que o instituto monitorou o tema na cidade, em setembro do ano passado, Lula reunia 46,5% de desaprovação e 49,9% de aprovação. Apenas 3,6% não responderam naquela ocasião.

As curvas, como se vê, se inverteram. A margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

O levantamento desta quinta-feira também mostrou que o trabalho da gestão Lula é considerado, neste momento, mais negativo do que positivo entre os eleitores de Vitória.

Ao todo, 43,6% marcam a classificação ‘ruim ou péssimo’ para se referir ao trabalho do governo federal. Outros 33,7% indicam avaliação ‘bom ou ótimo’ quando são questionados sobre a atuação do governo Lula. Há, ainda, 20,5% que apontam o trabalho do governo como ‘regular’.

Em setembro de 2023, os índices eram 33,7% de avaliações positivas e 37,1% de negativas. O grupo ‘regular’ somava 22,8%.

A pesquisa desta quinta-feira conversou com 800 eleitores de Vitória entre os dias 17 e 22 de maio. O nível de confiança de 95%.

Vitoria_Mai24-Midia

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo