Política

Deputados bolsonaristas pedem à Defensoria que garanta os direitos de golpistas detidos em Brasília

A peça é assinada por 19 parlamentares da legenda, entre eles as deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, e o deputado federal eleito por Santa Catarina, Zé Trovão

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

Deputados do PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, encaminharam um ofício à Defensoria Pública Federal solicitando que os bolsonaristas detidos após atos terroristas em Brasília tenham os seus direitos garantidos.

Os parlamentares alegam que, a partir de informações colhidas pela imprensa e nas redes sociais, ‘identificou-se indícios de que as pessoas submetidas a custódia estatal estão sendo tolhidas de condições básicas em termos de alimentação, hidratação e alojamento, havendo informações de que permaneceram em veículos e galpões, aguardando triagem e outros procedimentos’.

A peça é assinada por 19 parlamentares da legenda, entre eles as deputadas federais Carla Zambelli e Bia Kicis, e o deputado federal eleito por Santa Catarina, Zé Trovão.

Também nesta terça-feira, o Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) divulgou uma nota afirmando que a pasta se encontra em contato com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) ‘a fim de monitorar a situação das pessoas detidas após as arruaças que se deram em Brasília no último domingo 8.’

Acrescentou ainda: ‘o Ministério – que atua em defesa da vida, da memória e da justiça social – expressa preocupação com todas as pessoas deste país que se encontram presas, dentro das dificuldades e desumanidades encontradas na situação prisional brasileira – sem exceção -, pois, em sua maioria, são pessoas marginalizadas, discriminadas, vilipendiadas, ultrajadas, pobres, invisibilizadas e desamparadas’.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.