Política

Bolsonaro se irrita com cobranças e diz: ‘Se é assim, ache um cara melhor’

‘Tem muita gente boa candidato aí’, afirmou o presidente, visivelmente incomodado, aos apoiadores

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro indicou nesta terça-feira 19 que os brasileiros que não estão satisfeitos com o seu governo devem ‘procurar um candidato melhor’ nas próximas eleições para presidente.. As declarações foram dadas a apoiadores que o acompanharam no cercadinho em frente ao Palácio do Alvorada.

“Os problemas existem, o que é duro é a incompreensão. […] O tempo todo eu sou o responsável por tudo, se é assim, ache um cara melhor, sem problema nenhum”, afirmou Bolsonaro, visivelmente incomodado. “Tem muita gente boa candidato aí”, acrescentou logo em seguida.

A declaração ocorre na mesma semana em que trechos do relatório da CPI da Covid apontaram o ex-capitão como responsável por milhões de mortes no Brasil. Segundo a prévia do documento, que deverá ser lido oficialmente nesta quarta-feira 20 na comissão, Bolsonaro teve a intenção de causar dano durante a pandemia. Outros 10 crimes devem ser imputados ao presidente.

Questionado por um apoiador se considera as ações como ‘perseguição’, Bolsonaro disse que ignora o relatório e outras ações de oposição ao seu governo.

“Pra mim, não pesa nada, eu tô ignorando. Vou me preocupar com CPI, por exemplo? É brincadeira”, respondeu. “Tem acusação do Renan…suspeita de corrupção…do Renan…”, acrescentou se referindo ao senador emedebista Renan Calheiros, relator da comissão de inquérito.

Na conversa, Bolsonaro deu a entender ainda que o preço de combustíveis, alimentos e energia elétrica podem aumentar ainda mais. Segundo explicou, ‘a conta total’ da crise ainda não chegou.

“Não chegou toda a conta ainda, mas vai chegar mais, combustível, energia elétrica, alimentação”, disse indicando possíveis aumentos.

Em seguida, voltou a responsabilizar os governadores pelos problemas da economia nacional. “Agora a pior coisa que tem é se desesperar e achar um responsável pelo seu insucesso. Responsável é quem adotou essas políticas do politicamente correto. E até hoje ainda vemos alguns governadores exigindo passaporte de vacina”, afirmou.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!