Bolsonaro ignora Marta ter se tornado maior goleadora em Copas

Em jogo contra a Itália, a número 10 da seleção marcou seu 18º gol em uma Copa do Mundo. Ela é a maior entre todos e todas

Bolsonaro ignora Marta ter se tornado maior goleadora em Copas

Esporte,Política

Nesta semana, a jogadora da seleção brasileira de futebol Marta se tornou a maior goleadora de todas as Copas do Mundo. Em um jogo tenso e dramático contra a Itália, na última terça-feira 18, a número 10 marcou seu 18º gol em uma Copa, superando o atacante Miroslav Klose, da seleção alemã, que até então era o recordista.

Marta recebeu diversas homenagens de brasileiros que sentiram orgulho do recorde. De muitos, menos de um muito importante: o presidente da república.

Jair Bolsonaro, que é fã de futebol, fez questão de levantar a taça do Palmeiras campeão brasileiro do ano passado e realizou várias postagens em suas redes sociais sobre o tema, ignorou o título conquistado pela jogadora. Na segunda-feira 17, um dia antes do jogo que coroou Marta um mito das Copas, o presidente recebeu o ex-jogador da seleção masculina Ronaldinho Gaúcho.

Na semana passada, Bolsonaro esteve no Morumbi para acompanhar a seleção masculina no jogo do Brasil contra a Bolívia.

E logo após o escândalo envolvendo Sérgio Moro, no qual o site The Intercept vazou conversas do ex-juiz com integrantes do Ministério Público que deixam em dúvida sua imparcialidade sobre casos da Lava Jato, Bolsonaro foi até o estádio Mané Garrincha acompanhado do ministro para acompanhar um jogo do Flamengo.

E, mais polêmico, o presidente foi visitar Neymar para prestar apoio após o número 10 da seleção ser acusado de estupro. Antes do encontro, Bolsonaro já havia postado em suas redes mensagens defendendo Neymar antes das investigações se concluírem.

No caso de Marta, porém, nenhuma linha. Das duas, uma: talvez Bolsonaro esteja ocupado demais contando suas flexões de braço ao lado de João Doria, ou talvez ache que lugar de mulher não é num campo de futebol.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site de CartaCapital

Compartilhar postagem