Bolsonaro associa alta do arroz a auxílio emergencial: “Estão comendo mais”

O presidente também voltou a criticar o isolamento social

Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

Política

O presidente Jair Bolsonaro associou a alta no preço do arroz no Brasil com o auxílio emergencial. “Estão comendo mais”, disse. Em live feita nesta quinta-feira 10, o presidente explicou as medidas que o governo apresentou para barrar o aumento em alimentos.

O Ministério da Economia confirmou, nesta quarta-feira 09, que o Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado até 31 de dezembro deste ano.

Bolsonaro falou também sobre a alta do dólar, que incentivou a exportação e aumentou o valor do arroz no Brasil.

Critica ao isolamento

 

O presidente voltou a criticar o isolamento social contra a pandemia do novo coronavírus. “Sempre falamos que isso ia acontecer. Imagina se os produtores de arroz tivessem ficado em casa? A OMS está falando o que eu falei lá atrás e apanhei igual cão sarnento”, afirmou.

Vacina 

 

Bolsonaro tornou a declarar que é contrário a uma vacina que não seja testada, mas não especificou a qual se referia. O presidente lamentou a suspensão da vacina de Oxford, que aconteceu após uma suspeita de reação adversa em um voluntário do estudo.

 

Posted by Jair Messias Bolsonaro on Thursday, September 10, 2020

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Post Tags
Compartilhar postagem