Política

Assista ao vídeo da reunião de Bolsonaro que serviu como base para a operação da PF

Na gravação, o ex-presidente diz a ministros que era necessário agir antes das eleições para que o Brasil não virasse ‘uma grande guerrilha’

Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, retirou o sigilo do vídeo com a reunião do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e ministros, ocorrida em 5 de julho de 2022, que tratou, entre outras coisas, da articulação de uma tentativa de golpe de Estado no país, segundo aponta a investigação da Polícia Federal.

A gravação, obtida via delação do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cid, embasou a operação da PF contra militares e ex-ministros suspeitos de participarem de preparação para uma tentativa de golpe no país.

Em um dos momentos, o ex-presidente afirma que não dá para esperar chegar as eleições para que “alguma medida” seja tomada e que “todos aqui, como todo povo ali fora, têm algo a perder”. A declaração é uma sinalização de que o então chefe do Planalto concordava com os anseios golpistas do seu entorno.

Segundo a PF, o vídeo abaixo contém indícios do “arranjo de dinâmica golpista, no âmbito da alta cúpula do governo”.

Assista na íntegra:

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo