Política

Após reforma, confira a divisão da Esplanada dos Ministérios por partidos

PP e Republicanos chegaram ao primeiro escalão da gestão federal nesta quarta-feira 6

O presidente Lula. Foto: Evaristo Sá/AFP
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula confirmou nesta quarta-feira 6 duas mudanças no primeiro escalão de seu governo. O deputado André Fufuca (PP-MA) assumirá o Ministério do Esporte, no lugar de Ana Moser, e o deputado Silvio Costa Filho substituirá Márcio França (PSB) na pasta de Portos e Aeroportos.

A França caberá o Ministério de Micro e Pequenas Empresas, a ser criado.

Confira a divisão por partidos da nova Esplanada dos Ministérios do governo Lula:

PT:

Fazenda: Fernando Haddad
Casa Civil: Rui Costa
Relações Institucionais: Alexandre Padilha
Secretaria-Geral da Presidência: Márcio Macêdo
Educação: Camilo Santana
Mulheres: Cida Gonçalves
Trabalho e Emprego: Luiz Marinho
Desenvolvimento Agrário: Paulo Teixeira
Secretaria de Comunicação Social: Paulo Pimenta
Desenvolvimento Social: Wellington Dias

MDB:

Planejamento: Simone Tebet
Cidades: Jader Filho
Transportes: Renan Filho

PSB:

Justiça e Segurança Pública: Flávio Dino
Indústria e Comércio: Geraldo Alckmin
Micro e Pequenas Empresas: Márcio França

União Brasil:

Integração e Desenvolvimento Regional: Waldez Góes. Ele foi indicado pelo União e se licenciou do PDT antes de assumir o cargo;
Turismo: Celso Sabino
Comunicações: Juscelino Filho

PSD:

Agricultura: Carlos Fávaro
Pesca: André de Paula
Minas e Energia: Alexandre Silveira

PDT:

Previdência Social: Carlos Lupi

PSOL:

Povos Indígenas: Sonia Guajajara

PCdoB:

Ciência e Tecnologia: Luciana Santos

PP:

Esporte: André Fufuca

Republicanos:

Portos e Aeroportos: Silvio Costa Filho

Rede Sustentabilidade:

Meio Ambiente: Marina Silva

Sem partido:

Defesa: José Múcio Monteiro
Advocacia-Geral da União: Jorge Messias
Saúde: Nísia Trindade
Gestão: Esther Dweck
Cultura: Margareth Menezes
Igualdade Racial: Anielle Franco
Controladoria-Geral da União: Vinícius de Carvalho
Relações Exteriores: Mauro Vieira
Direitos Humanos: Silvio Almeida
Gabinete de Segurança Institucional: Marcos Amaro dos Santos

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo