Após intimação, Flordelis se apresenta e coloca tornozeleira

Medida atende a ordem expedida na terça-feira 6 pela 3ª Vara Criminal de Niterói (RJ)

FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

Política

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) se apresentou nesta quinta-feira 8 à Secretaria de Administração Penitenciária do Rio (Seap-RJ) para colocar uma tornozeleira eletrônica. A medida atende a ordem expedida na terça-feira 6 pela juíza Nearis dos Santos Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói (RJ).

Ela chegou à Seap por volta das 15h e permaneceu no local por cerca de 10 minutos. O prazo estabelecido pela Justiça para que Flordelis se apresentasse para colocar a tornozeleira se encerraria às 17h.

A parlamentar é acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho do ano passado. Em agosto deste ano, o Ministério Público e a Polícia Civil do Rio de Janeiro a denunciaram por homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio duplamente qualificado, associação criminosa, uso de documento falso e falsidade ideológica.

Flordelis também tem de se defender no Congresso Nacional. Na última quinta-feira 1, o corregedor da Câmara, Paulo Bengston (PTB-PA), apresentou parecer favorável ao prosseguimento de processo disciplinar contra a deputada. O parecer será avaliado pela Mesa Diretora da Casa, que poderá encaminhar o caso ao Conselho de Ética para abertura de processo. Caberá ao conselho recomendar ou não ao plenário a cassação do mandato da parlamentar.

Bengoston acredita que, se o processo contra Flordelis chegar rapidamente ao Conselho de Ética, o caso poderá ser encerrado até o fim de novembro. “Nós adiantamos muito o processo. Entregamos com quase 30 dias de antecedência”, declarou.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem