Política

Após encontro de ala pró-Lula do MDB com Temer, Tebet oficializa ‘disposição’ em ser candidata

Senadora entregou a Baleia Rossi, presidente do partido, um documento que autoriza que seu nome seja levado para ser analisado pela convenção do partido

Simone Tebet e Baleia Rossi no ato de assinatura do termo de consentimento para que seu nome seja colocado como opção na convenção nacional do MDB. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Apoie Siga-nos no

A senadora Simone Tebet (MDB) reforçou na noite desta terça-feira 19 a ‘disposição’ em ser candidata ao cargo de presidente da República mesmo após a pressão de caciques da legenda que pretendem apoiar o ex-presidente Lula (PT) na disputa.

Os integrantes da ala pró-Lula no MDB se reuniram horas antes com Michel Temer para costurar uma possível desistência da senadora. O ex-presidente é um dos principais fiadores da candidatura de Tebet.

Pelas redes sociais, ela publicou uma foto ao lado do presidente do MDB, Baleia Rossi, em que entrega um termo de consentimento para ele levar sua pré-candidatura para ser avaliada pela convenção da sigla, marcada para a próxima quarta-feira 27. A publicação é uma resposta direta aos entusiastas de Lula.

“Momento histórico! Ao lado do presidente do MDB, Baleia Rossi, acabo de assinar o consentimento para colocar meu nome como candidata a Presidente da República na convenção nacional do partido, que acontecerá no próximo dia 27. Juntos vamos reconstruir o Brasil!”, escreveu Tebet na publicação.

A data para convenção, no entanto, ainda poderá sofrer alterações, já que uma das principais linhas de atuação da ala que defende o apoio do MDB a Lula pretende atrasar o evento com o objetivo de garantir novos entusiastas. A intenção, conforme destacou reportagem de CartaCapital, é adiar o compromisso para o dia 5 de agosto, último dia autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral para as convenções partidárias. Opção, por enquanto, rechaçada por Rossi.

Outro pedido dos líderes emedebistas a Temer foi que o ex-presidente atue para convencer Rossi de que a convenção deve ser presencial. A princípio, o encontro que analisará o nome de Tebet ocorreria de forma virtual.

Vale registrar ainda que, minutos antes da postagem nas redes, a senadora já havia divulgado uma nota alegando ter o apoio de 19 diretórios estaduais. O cálculo, no entanto, segue em aberto, já que Lula teria conquistado nos últimos dias a simpatia de 11 estados, conforme noticiou mais cedo CartaCapital.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo