5 razões para apostar em Eduardo Bolsonaro como o “embaixador do papai”

Deputado fala inglês, fez intercâmbio nos Estados Unidos e fritou hamburgueres na terra do Tio Sam. É o candidato perfeito para o cargo

5 razões para apostar em Eduardo Bolsonaro como o “embaixador do papai”

Política

Sem um chefe permanente desde a saída de Sergio Amaral em abril de 2019, a representação diplomática do Brasil em Washington, capital dos Estados Unidos, pode ter como seu novo embaixador o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O presidente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu indicar o filho “zero três” para um dos mais relevantes cargos da diplomacia brasileira. 

A possível nomeação gerou um vendaval de críticas desde ex-diplomatas, integrantes da oposição ao governo federal e até aliados. Rubens Ricupero, que foi embaixador do Brasil em Washington, chamou de “chocante” a indicação. O PSOL considera haver nepotismo, mas o clã Bolsonaro discorda. 

Em meio a essa confusão toda, listamos cinco razões por que o “zero três” é qualificado para representar o Brasil no posto mais cobiçado do Itamaraty. Quem tem “vivência de mundo”, assim como o deputado do PSL, não precisa de formação em Relações Internacionais.

1 – Ele batalhou muito fritando hambúrguer nos EUA

Após o fuzuê causado pela sua possível nomeação, o “zero três” fez questão de vir a público dizer que está sendo cotado para a vaga por sua experiência e não por ser filho do presidente. O deputado ocupa a presidência da Comissão de Relações Exteriores da Câmara e até já fritou uns hambúrgueres lá nos EUA, experiência crucial que falta a muitos diplomatas (grã-finos) de carreira do Itamaraty.

“É difícil falar de si próprio, né? Mas não sou um filho de deputado que está do nada vindo a ser alçado a essa condição, tem muito trabalho sendo feito, sou presidente da Comissão de Relações Exteriores, tenho uma vivência pelo mundo, já fiz intercâmbio, já fritei hambúrguer lá nos Estados Unidos, no frio do Maine, estado que faz divisa com o Canadá, no frio do Colorado, em uma montanha lá. Aprimorei o meu inglês, vi como é o trato receptivo do norte-americano para com os brasileiros”, disse o deputado federal mais votado da história do Brasil.

2 – Ele fez intercâmbio e fala inglês fluentemente 

Como Eduardo Bolsonaro mesmo disse, ele tem vivência de mundo. Fez intercâmbio no Maine e passou também pelo Colorado, onde aprimorou o seu inglês. O deputado até deu entrevista para a Fox, emissora conservadora dos EUA, em um inglês perfeito. Quase um lorde. Confira o vídeo: 

3 – Ele passou frio “numa montanha lá do Colorado” 

Todo mundo sabe que diplomata bom é diplomata que enfrenta o frio com coragem e compostura. Zero três gabaritou esse teste. Ufa! 

4 – Ele é amigo dos Trump

Reza a lenda, ou melhor, rumor has it, que Eduardo é BFF (best friends forever) com Donald Trump, presidente dos EUA, e sua filha, Ivanka. O deputado é admirador incondicional do bilionário e foi fotografado usando um boné da campanha de reeleição do republicano. Trump adora uma bajulação, logo, Eduardo é o nome ideal para essa tarefa. 

5 – Ele sabe que o Lula deveria estar livre 

Durante uma participação no programa Mega Senha, da RedeTV!, Eduardo precisava fazer a sua parceira de jogo adivinhar a palavra “livre”. Como ele só poderia dar dicas de um vocábulo por vez, escolheu justamente dizer Lula para estimular a outra jogadora a dizer “livre”. Lula Livre é o bordão utilizado para pedir a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Boa, Eduardo! 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem