Mundo

Veja os acordos assinados entre Brasil e Alemanha em Berlim

Um dos textos prevê a ações de cooperação nas áreas de promoção da integridade da informação, combate à desinformação e defesa das instituições democráticas

Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) e o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, assinaram nesta segunda-feira 4 uma declaração conjunta de intenções durante a 2ª Reunião de Consultas Intergovernamentais de Alto Nível, em Berlim.

O documento trata, entre outras coisas, de instrumentos de cooperação entre os países em áreas como meio ambiente, agricultura e combate à desinformação.

De acordo com os governos brasileiro e alemão, a parceria tem o objetivo de “acelerar a transformação de suas economias e sociedades para garantir um desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável, promover a neutralidade climática, deter a perda da biodiversidade, combater a poluição, acabar com a pobreza e erradicar a fome”.

A cerimônia de assinatura aconteceu em meio à viagem internacional do petista. Antes de desembarcar na Europa, ele passou por Dubai, onde participou da COP-28, principal conferência das Nações Unidas destinada às discussões sobre mudanças climáticas.

Na solenidade, Lula afirmou que os acordos bilaterais representam a retomada da parceria estratégica entre Brasil e Alemanha, além de ter destacado a amplitude dos atos.

“Adotamos a parceria para uma transformação ecológica e socialmente justa. Vamos reforçar a robusta cooperação na área ambiental que inclui o Fundo Amazônia e muitos outros projetos”, pontuou. “Queremos atuar juntos na promoção da industrialização verde, agricultura de baixo carbono e da bioeconomia”.

Por sua vez, Scholz ressaltou a importância do diálogo entre os países e disse que a Alemanha pretende lançar projetos para contribuir com a meta brasileira de alcançar o desmatamento zero até 2030.

“Os nossos ministros assinaram mais de uma dúzia de declarações de intenção para dotar essa parceria de conteúdo. Isso passa por uma cooperação aprofundada nos setores de energias renováveis e hidrogênio. Nós associamos o potencial do Brasil ao interesse da Alemanha ao hidrogênio verde”, acrescentou o alemão.

Ao todo, ao menos 19 acordos foram anunciados. Um dos textos prevê a ações de cooperação nas áreas de promoção da integridade da informação, combate à desinformação e defesa das instituições democráticas, além de regulação de serviços digitais e educação midiática.

Veja os acordos assinados entre Brasil e Alemanha:

  • Declaração Conjunta de Intenções sobre a Parceria para a Transformação Ecológica e Socialmente Justa
  • Memorando de Entendimento sobre o estabelecimento de Diálogo Estratégico de Alto Nível sobre Ambição e Ação Climática
  • Memorando de Entendimento entre o Brasil e a Alemanha sobre Parceria para o Desenvolvimento Global
  • Registro da Assinatura da Ata da Reunião de Negociações Intergovernamentais sobre Cooperação Técnica e Financeira
  • Declaração Conjunta de Intenções sobre Integridade da Informação e Combate à Desinformação
  • Declaração Conjunta de Intenções para Cooperação sobre Transformação Ecológica
  • Declaração Conjunta de Intenções sobre Ambição e Cooperação Ambientais
  • Declaração Conjunta de Intenções sobre o Programa ARPA Comunidades
  • Memorando de Entendimento sobre o Diálogo em Política Agrícola
  • Carta Solicitando Adoção na Próxima Comista do Adendo ao Instrumento Constitutivo da Iniciativa de Trabalho sobre Agronegócio e Inovação
  • Declaração Conjunta de Intenções para a Continuidade da Cooperação Científica no Observatório da Torre Alta da Amazônia
  • Memorando de Entendimento sobre Cooperação Científica e Tecnológica no Campo da Bioeconomia
  • Declaração Conjunta de Intenções no campo da Pesquisa e Desenvolvimento de Energias Renováveis
  • Declaração Conjunta de Intenções para a Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
  • Carta de Intenções entre o Inpe e a DLR
  • Memorando de Entendimento sobre o Laboratório de Nível de Biossegurança 4
  • Memorando de Entendimento para Cooperação Internacional entre a Fiocruz e o Roberto Koch
  • Memorando de Entendimento entre o Inmetro e o PTB
  • Contratos de Financiamento do Programa Floresta Viva e do projeto de mobilidade entre o BNDES e o KfW

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.