Mundo

Trump projeta cenário de ‘banho de sangue’ nos EUA se ele perder as eleições

Em um discurso em Ohio, o ex-presidente proferiu ofensas a seu adversário, Joe Biden, e comparou imigrantes com animais

Discurso de Trump em Ohio. Foto: KAMIL KRZACZYNSKI / AFP
Apoie Siga-nos no

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que se perder as eleições de 2024, poderá ocorrer “um banho de sangue para o país”. As declarações foram proferidas no final de semana em um discurso em Ohio.

“Vamos impor uma tarifa de 100% sobre cada carro [mexicano] que cruzar a linha [da fronteira], e vocês não conseguirão vendê-los se eu for eleito”, disse. “Agora, se eu não for eleito… será um banho de sangue para o país”, completou.

No discurso de campanha, o ex-presidente ainda chamou o seu adversário na disputa eleitora, o atual presidente Joe Biden, de “burro” e proferiu diversas outras ofensas contra o democrata.

Ele acusou Biden, por exemplo, de diminuir os empregos da indústria automobilística dos EUA, controlada por empresas de iniciativa privada.

Além disso, Trump ainda atribuiu ao atual presidente o aumento do número de imigrantes latino-americanos no país. A crise migratória é um tema-chave nessa eleição.

Como em sua primeira campanha, o republicano prometeu fechar a fronteira dos EUA com o México. Sem nenhuma evidência, Trump afirmou que outros países estão “esvaziando as suas prisões de ‘jovens’ e os enviando pela fronteira.”

O ex-presidente também comparou os estrangeiros que passam pela fronteira do país com animais.

“Não sei se dá para chamá-los de ‘pessoas’, em alguns casos”, disse. “Eles não são pessoas, na minha opinião”. Esse trecho da declaração foi registrado pelo jornal The New York Times.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo