Mundo

Taylor Swift doa US$ 100 mil à família da vítima do ataque em Kansas City

Ataque a tiros deixou um morto e 21 feridos nos EUA durante desfile do Super Bowl

A cantora norte-americana Taylor Swift. Foto: Michael Tran/AFP
Apoie Siga-nos no

A estrela pop Taylor Swift doou, nesta sexta-feira (16), 100 mil dólares (497 mil reais) para a campanha de arrecadação de fundos para a família da mulher que morreu em um ataque a tiros durante o desfile de celebração da vitória dos Kansas City Chiefs no Super Bowl.

A campanha GoFundMe foi criada na quinta-feira com o objetivo de arrecadar 75 mil dólares (372 mil reais) para a família de Elizabeth López-Galván, morta no tiroteio que deixou 22 feridos na quarta-feira, incluindo várias crianças.

“Envio minhas mais profundas condolências por sua perda devastadora. Com amor, Taylor Swift”, diz uma mensagem junto com uma doação de 50 mil dólares. Uma segunda doação no mesmo valor foi depositada minutos depois.

Junto com Swift, mais de 2 mil pessoas doaram para a campanha, que arrecadou mais de 200 mil dólares (994 mil reais).

Segundo a polícia, o ataque durante a comemoração do campeonato de futebol americano do Chiefs foi resultado de uma “disputa entre várias pessoas”. Entre os detidos estão dois menores.

Cerca de um milhão de torcedores se reuniram para o desfile dos campeões da NFL na tarde de quarta-feira, quando ouviram tiros, pouco antes das 14h, horário local.

Os ataques a tiros em massa são comuns nos Estados Unidos, onde há mais armas do que pessoas e cerca de um terço dos adultos possui uma arma de fogo.

Os Chiefs comemoravam seu terceiro título do Super Bowl em cinco temporadas e o segundo consecutivo, depois de derrotar o San Francisco 49ers em Las Vegas no domingo.

Swift está em um relacionamento com o jogador do Chiefs, Travis Kelce, e foi uma presença regular nos jogos ao longo da temporada, incluindo na final.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo