CartaExpressa

Netanyahu diz que bombardeio em Rafah foi um ‘incidente trágico’

Primeiro-ministro israelense disse que seu governo está ‘investigando’

Benjamin Netanyahu Foto: Leo Correa / POOL / AFP
Apoie Siga-nos no

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse nesta segunda-feira 27 que o bombardeio mortal que atingiu um acampamento de deslocados em Rafah, no sul de Gaza, é um “incidente trágico” e que seu governo está “investigando”.

“Em Rafah retiramos um milhão de moradores que não estão envolvidos e, apesar dos nossos esforços, um incidente trágico ocorreu ontem (domingo)”, disse Netanyahu ao Parlamento, acrescentando que o seu governo investiga o que aconteceu depois de as autoridades no território palestino terem relatado que o bombardeio deixou pelo menos 45 mortos.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo