Mundo

Homem mata 4 parentes e fere 2 policiais em Nova York

Investigadores ainda não determinaram as razões para a ação do suspeito, mas tudo indica um desentendimento familiar

Foto: Reprodução/NBC New York
Apoie Siga-nos no

Quatro membros de uma mesma família foram assassinados a facadas durante a madrugada de sábado para domingo por um de seus parentes em Nova York, que depois feriu dois policiais antes de ser morto a tiros no local, anunciaram neste domingo 3 as autoridades.

Os investigadores ainda não determinaram as razões para a ação do suspeito, mas até o momento tudo indica um desentendimento familiar.

A tragédia ocorreu em um bairro afastado do centro, em Far Rockaway, onde a polícia foi chamada na madrugada de domingo por uma das vítimas, “uma jovem que dizia que um primo iria matar membros de sua família”, descreveu o agente Jeffrey Maddrey.

Dois policiais encontraram um homem e o interrogaram ao chegar perto da residência. O homem de 38 anos logo os atacou e provocou ferimentos com uma faca, antes de ser atingido pelo tiro de um deles e morrer.

Em frente à casa, a polícia encontrou primeiro uma criança de 11 anos gravemente ferida, que posteriormente faleceu no hospital.

No interior, em dois quartos, outras três pessoas foram encontradas mortas, “uma criança de 12 anos, uma mulher de 44 anos e um homem de cerca de 30 anos”, disse o chefe dos inspetores da polícia de Nova York, Joseph Kenny.

Outra vítima, de 61 anos, gravemente ferida, foi hospitalizada. Os policiais feridos também foram hospitalizados, mas não correm risco de vida, segundo a polícia.

O suspeito, residente no distrito do Bronx, era conhecido pela polícia por um caso anterior de violência doméstica.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.