Mundo

China anuncia sanções contra Pelosi após visita a Taiwan

A China, que considera Taiwan parte de seu território, iniciou na quinta-feira, como forma de resposta à visita de Pelosi, os exercícios militares mais importantes em décadas ao redor da ilha

Foto: Richard A. Brooks / AFP
Foto: Richard A. Brooks / AFP
Apoie Siga-nos no

A China anunciou nesta sexta-feira a imposição de sanções contra a presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, após sua visita a Taiwan, que irritou Pequim e motivou o início de grandes exercícios militares

Com esta visita, Pelosi “interferiu gravemente nos assuntos internos da China e minou seriamente a soberania e integridade territorial”, o que levará Pequim a “impor sanções a Pelosi e sua família imediata”, anunciou o ministério das Relações Exteriores da China, sem revelar mais detalhes.

A China impôs sanções contra vários funcionários do governo americano no últimos anos por ações, na opinião de Pequim, contrárias ao interesses do país e por declarações sobre os direitos humanos em Hong Kong e na região de Xinjiang (noroeste), algumas vezes sem especificar a natureza das medidas.

Em março, Pequim adotou restrições de visto a uma lista não publicada de funcionários americanas que supostamente “inventaram mentiras sobre questões de direitos humanos envolvendo a China”.

O ex-secretário de Estado americano Mike Pompeo e Peter Navarro, que foi conselheiro comercial do ex-presidente Donald Trump, já foram alvos de sanções, com a proibição de entrar na China ou de fazer negócios com empresas chinesas.

A China, que considera Taiwan parte de seu território, iniciou na quinta-feira, como forma de resposta à visita de Pelosi, os exercícios militares mais importantes em décadas ao redor da ilha, que terminarão no domingo.

AFP

AFP
Agência de notícias francesa, uma das maiores do mundo. Fundada em 1835, como Agência Havas.

Tags: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor...

Apoiar o bom jornalismo nunca foi tão importante

Obrigado por ter chegado até aqui. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, que chama as coisas pelo nome. E sempre alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se este combate também é importante para você, junte-se a nós! Contribua, com o quanto que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo completo de CartaCapital.