Mundo

Chega ao Brasil mais um voo de repatriação de brasileiros vindos de Israel

Grupo de brasileiros que está em Gaza, epicentro do conflito, ainda não foi resgatado

Aeronave KC-30, uma das utilizadas para a repatriação de brasileiros na Operação Voltando em Paz - Foto: Sgt. Viegas/FAB/Divulgação
Apoie Siga-nos no

Um novo voo de repatriação de brasileiros procedentes de Israel chegou ao Brasil na madrugada desta segunda-feira (23). A aeronave KC-30 (Airbus A330 200), da Força Aérea Brasileira (FAB), pousou às 4h no Rio de Janeiro). Ao todo, 209 brasileiros que estavam em áreas de conflito, além de nove animais de estimação, deixaram Tel Aviv, capital de Israel.

De acordo com o último balanço do governo federal, desde 10 de outubro, 1.410 brasileiros, três bolivianas e mais de 50 animais domésticos foram transportados do território israelense para o Brasil. Outra aeronave, um VC-2 (Embraer 190) da Presidência da República, está no Cairo, capital do Egito, aguardando autorização para resgatar brasileiros.

No último domingo (22), o Ministério das Relações Exteriores informou, em nota, que, tendo em conta as condições locais atuais e a operação regular do aeroporto de Ben Gurion, em Tel Aviv, não estão previstos voos adicionais para brasileiros em Israel.

Ainda segundo o Itamaraty, há um grupo de 30 brasileiros e familiares diretos que aguardam retirada da Faixa de Gaza, abrigado nas localidades de Khan Younis e Rafah, nas proximidades da fronteira com o Egito. “O governo brasileiro, por meio do Escritório de Representação do Brasil em Ramala, mantém permanente contato com eles”.

Não há, porém, previsão para que o grupo deixe o local. A operação depende, neste momento, de autorização de passagem pela fronteira de Israel e Egito, que só permitiram circulação de ajuda humanitária.

Enquanto aguardam, a tensão cresce, já que Israel segue com bombardeios próximo ao local onde o grupo está abrigado e iniciou, nesta segunda-feira, uma operação terrestre no enclave palestino. A entrada, segundo o Exército, é ainda limitada e busca a libertação de reféns mantidos pelo Hamas.

O balanço mais recente divulgado pelos integrantes do Hamas é de que 5 mil pessoas foram mortas pelas operações israelenses desde o início do conflito. Do lado de Israel, o balanço de mortes aponta 1.400 vítimas do Hamas.

(Com informações de Agência Brasil e AFP)

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo