Justiça

Toffoli paralisa julgamento que pode levar Collor à prisão

Recurso protocolado pelo ex-presidente no STF é uma das últimas medidas para tentar reverter sua condenação

O ex-presidente Fernando Collor. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Apoie Siga-nos no

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu o julgamento de um recurso apresentado pelo ex-presidente Fernando Collor contra a decisão que o condenou a uma pena de quase 9 anos de prisão. O caso foi suspenso por um pedido de vista do ministro, feito na sexta-feira 9.

Pelo regimento do Supremo Tribunal, Toffoli tem até 90 dias para devolver a ação para julgamento. O caso está sendo analisado no plenário virtual da Corte e é uma das últimas medidas possíveis para que o ex-presidente tente reverter a decisão que pesa contra ele. A Procuradoria-Geral da República já defendeu a recusa do recurso.

O recurso em questão trata-se de um embargo de declaração contra a decisão que condenou Collor a 8 anos e 10 meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele foi, segundo o STF, beneficiado em um esquema criminoso montado na BR Distribuidora. A ação ocorre no âmbito da Operação Lava Jato. Outros dois aliados do político também foram condenados.

Segundo a decisão, relatada pelo ministro Edson Fachin, ficou provado que Collor recebeu 20 milhões de reais para facilitar contratos da BR Distribuidora com a UTC Engenharia. O caso data dos anos 2010 e 2014.

No julgamento do recurso, interrompido pelo pedido de Toffoli, apenas o ministro Alexandre de Moraes votou. Ele optou por negar os embargos protocolados pelo alagoano. Caso seja seguido pelos demais ministros, a ordem de prisão de Collor poderá ser expedida.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo