Educação

Weintraub diz que proclamação da República foi “infâmia” contra Pedro II

O ministro da educação se referiu ao monarca como ‘um patriota, honesto, iluminado, considerado um dos melhores gestores e governantes’

Weintraub, Ministro da Educação. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Weintraub, Ministro da Educação. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Abraham Weintraub classificou a proclamação da República, que completa 130 anos nesta sexta-feira 15, uma “infâmia” contra o imperador Dom Pedro II. Em uma publicação feita em seu Twitter, ele escreveu: “Não estou defendendo que voltemos à Monarquia mas…O que diabos estamos comemorando hoje?”

No texto, o ministro da educação se refere ao monarca como “um patriota, honesto, iluminado, considerado um dos melhores gestores e governantes da História”.

Depois, em outro post, o ministro da educação ironizou novamente a data e disse que a melhor forma de comemorar, entre aspas, o “primeiro golpe do Brasil” seria trabalhando. O ministro publicou uma foto onde despacha ao lado de colegas de Esplanada, como o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, e da Cidadania, Osmar Terra.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!