Educação

Senado aprova MP que cria poupança para estudantes de baixa renda do ensino médio

O objetivo é reduzir a evasão do Ensino Médio; texto segue agora para a Câmara

Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Apoie Siga-nos no

Por unanimidade, o Senado aprovou nesta terça-feira 28, a proposta que autoriza o governo federal a criar uma poupança para estimular a permanência dos estudantes de baixa renda do Ensino Médio. O texto segue agora para a Câmara dos Deputados.

O fundo, de até 20 bilhões de reais, utilizará recursos de crédito especial como financiamento. Ou seja, as despesas não serão consideradas para o teto de gasto previsto para o Orçamento da União deste ano.

A proposta havia sido publicada no Diário Oficial da União (DOU) da terça-feira 28, com execução conjunta dos ministérios da Educação e Fazenda.

As pastas irão definir o montante para cada estudante, formas de pagamento e critérios de operacionalização e uso da poupança.

O objetivo é reduzir a evasão do Ensino Médio. Cerca de 1 em cada 5 jovens saem das escolas sem concluir o período.

Para ter acesso à poupança, o aluno precisará ter frequência mínima nas aulas, ser aprovado no final do ano letivo e também realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O fundo será administrado pela Caixa, e conta bancária deve ser aberta em nome do estudante.

Para beneficiários de programas sociais, como o Bolsa Família, ProUni e Fies, a poupança não será considerada no cálculo da renda familiar para a concessão ou recebimento destes ou de outros benefícios.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.