Educação

Enem: provas serão aplicadas em 21 e 28 de novembro; inscrições começam em junho

Em maio foi ventilada a possibilidade de o exame ser adiado por falta de orçamento. A informação foi desmentida pelo Inep

Entrada dos candidatos para o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), na zona norte do Rio. Foto: Tania Rêgo/Agência Brasil
Entrada dos candidatos para o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), na zona norte do Rio. Foto: Tania Rêgo/Agência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou nesta quarta-feira 2 o edital com as datas de prova do Enem: as versões digitais e impressas serão aplicadas nos mesmos dias, 21 e 28 de novembro.

As inscrições para ambas as modalidades vão de 30 de junho a 14 de julho e devem ser feitas pela página do participante do Inep.

O edital destaca o uso obrigatório de máscaras nos locais de prova, assim como na última edição, mas não faz menção à obrigatoriedade dos locais em disponibilizar álcool em gel. Os candidatos podem levar o seu próprio produto. Também não há regras sobre o distanciamento entre os candidatos na sala de prova, apenas uma recomendação para que seja respeitado.

Em maio, foi ventilada a possibilidade de um adiamento da prova por falta de orçamento, informação que posteriormente foi negada pelo Inep. O Enem de 2020 foi adiado para este ano e realizado em janeiro devido ao avanço da pandemia.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!