Daniel Cara: “Precisamos de proposição para tirar o País desse marasmo”

Educador cita as principais pautas para 2020, como Fundeb, escolas cívico-militares e ciência e tecnologia

Daniel Cara: “Precisamos de proposição para tirar o País desse marasmo”

Educação

“Agora, precisamos demonstrar poder de proposição, dizer o que precisa ser feito para tirar o país desse marasmo.” A análise de Daniel Cara, coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, dá pistas do que deve ser a agenda educacional em 2020. Depois de um ano em que MEC se consagrou como “o pior Ministério da Educação da história e o mais despreparado entre os ministérios de Jair Bolsonaro”, o educador cobra que a pasta corresponda, de fato, aos desafios educacionais e se afaste da pauta ideológica para a qual serviu até então, sob o comando de Abraham Weintraub.

Em entrevista a CartaCapital, dentro da série “2020 em 10 pontos”, o educador cita as principais pautas da educação para 2020, caso do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) que, por lei, tem validade até dezembro de 2020 e estará entre as pautas de votação na Câmara e Senado. Daniel Cara ainda comenta sobre temas como escolas cívico-militares, Escola sem Partido, Plano Nacional de Educação, Future-se e movimentos estudantis. Confira!

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Repórter do site CartaEducação

Compartilhar postagem