Economia

Suzano anuncia pagamento bilionário de Juros sobre Capital Próprio a acionistas

Companhia informou ao mercado a distribuição de 1,5 bilhão de reais; formato de pagamento está na mira de Haddad

Foto: Ascom/Suzano BA
Apoie Siga-nos no

A empresa de papel e celulose Suzano anunciou, nesta sexta-feira 1º, a aprovação para distribuir Juros sobre Capital Próprio, o JCP, no valor bruto total de 1,5 bilhão de reais a acionistas.

O comunicado consta de um documento dirigido a acionistas, na plataforma da companhia.

Os JCPs são uma das principais formas de remuneração dos acionistas de uma empresa, assim como os dividendos. A diferença é que os dividendos são distribuídos após a companhia ter pago tributos sobre a renda. Já no caso dos JCPs, o montante pago aos acionistas não é contabilizado como lucro, mas como despesa, o que permite a isenção do Imposto de Renda. O pagamento do tributo fica, portanto, a cargo do investidor, por meio do Imposto de Renda Retido na Fonte.

De acordo com o aviso aos acionistas, a Suzano deve efetuar o pagamento em 10 de janeiro. Os investidores podem informar até 11 de dezembro se têm direito à isenção do Imposto de Renda. Segundo a empresa, o valor por ação é de aproximadamente 1,16 real.

O valor bilionário do JCP da Suzano é considerado uma boa notícia para os acionistas.

A modalidade de pagamento, no entanto, está na mira do ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), que pretende arrecadar 10 bilhões de reais em impostos no ano que vem com o fim dos benefícios tributários aos JCPs. O projeto está em análise no Congresso.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.