Economia

Lula visita fábrica da Volkswagen, que promete investir 16 bilhões no País até 2026

São Bernardo do Campo, onde fica a planta da montadora, é o berço político do petista

Presidente Lula durante o anúncio do Novo Ciclo de Investimentos da Volkswagen do Brasil, em São Bernardo do Campo (SP) - Ricardo Stuckert/PR
Apoie Siga-nos no

O presidente Lula (PT) visitou nesta sexta-feira 2 a unidade da Volkswagen em São Bernando do Campo, no ABC paulista, e participou da cerimônia que marcou o anúncio do seu novo ciclo de investimentos no Brasil. A previsão é que a montadora injete cerca de 16 bilhões de reais até 2028 na produção do País.

A solenidade ainda contou com a presença do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), ministros do governo federal e o presidente da Volks, Ciro Possobom.

Durante a visita, Lula posou para fotos e foi ovacionado por trabalhadores enquanto desfilava em um carro aberto da marca dentro da fábrica.

Para o ciclo de 2022 a 2026, a marca alemã havia anunciando um aporte de investimentos de 7 bilhões na América Latina. Para o novo ciclo, previsto para os anos de 2026 a 2028, serão somados mais 9 bilhões. Neste período, a montadora projeta o lançamento de 16 novos veículos, incluindo modelos híbridos, 100% elétricos e Total Flex.

Os novos projetos vão marcar a chegada de uma nova plataforma no Brasil: o projeto MQB Hybrid. A nova plataforma modular, de acordo com a Volks, é “inovadora, tecnológica, flexível e sustentável”, e comporta uma combinação de avançados sistemas de combustão e eletrificação, utilizando sistema de alta voltagem.

São Bernardo do Campo, onde fica a planta da montadora, é o berço político de Lula. Ele emergiu para o cenário nacional como dirigente do sindicato dos metalúrgicos, a categoria que efetivamente monta os carros dentro das fábricas.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo