Economia

Entenda como vai funcionar o Pix Automático anunciado pelo BC

Modalidade estará disponível a partir de outubro de 2024

Foto: Marcello Casal Jr/ABR Foto: Marcello Casal Jr/ABR
Apoie Siga-nos no

Os usuários do Pix poderão fazer uso de mais uma modalidade de pagamento. O Banco Central (BC) anunciou, na última quarta-feira 7, que o Pix Automático vai começar a operar no país em 28 de outubro de 2024. Basicamente, a nova modalidade do Pix vai servir para que clientes possam agendar previamente pagamentos corriqueiros para empresas.

O Pix automático vai servir, por exemplo, para o pagamento de contas de água e luz, internet, parcelamentos de empréstimos e condomínios. 

Nesse caso, as empresas não vão precisar firmar contrato com as instituições financeiras. Um só acordo com o banco que vai ofertar a modalidade será suficiente para a adesão ao Pix automático.

Na prática, a nova forma de pagamento será semelhante ao débito automático, que pode ser autorizado nas contas bancárias, com a diferença de que poderá ser feito por Pix. O argumento do BC é que o Pix automático poderá alcançar uma quantidade maior de usuários, na comparação com o débito automático.

Para os usuários, o funcionamento será simples. A pessoa que detém uma conta bancária e deseja aderir ao Pix automático precisará apenas informar à empresa (administradora do condomínio, por exemplo) que quer aderir. A empresa, por sua vez, deverá enviar a proposta do Pix automático ao cliente, via notificação. Estando de acordo, o cliente poderá aderir à modalidade.

O Pix automático será oferecido para pessoas físicas e jurídicas. No caso das pessoas físicas, os bancos serão obrigados a oferecer a modalidade, que será gratuita. Já para as pessoas jurídicas, os bancos poderão escolher se desejam ou não oferecer para cada empresa. 

O BC também anunciou que, a partir de outubro do ano que vem, uma outra modalidade também estará disponível: o Pix agendado recorrente. Ele servirá apenas para transferência entre pessoas físicas, servindo, por exemplo, para pagamentos de mesadas, doações ou prestações de serviços.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.