Cultura

assine e leia

Um corpo político

Às vésperas dos 60 anos, Wilemara Barros, nome-chave da dança brasileira, é homenageada no MITsp

Passos. Preta Rainha, o novo trabalho da artista cearense, mergulha na ancestralidade – Imagem: Luciano Gomes
Apoie Siga-nos no

Em meados dos anos 1970, uma adolescente dava os primeiros passos no balé em um projeto social do Sesi, voltado a filhos de operários, na periferia de Fortaleza, no Ceará. Por ser negra, era atacada pelo professor: “Você nunca será uma bailarina”.

Cinco décadas depois, Wilemara Barros é a artista homenageada da 9ª Mostra Internacional de Teatro de São Paulo, a MITsp, que ocupará diversos espaços paulistanos ao longo deste mês de março. Às vésperas de completar 60 anos, em abril, ela celebra essa consistente trajetória na dança clássica e contemporânea com Preta Rainha, em cartaz durante a mostra.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo