Cultura

Ministério reconhece Seu Jorge como embaixador da Cultura

A honraria, instituída pela pasta nesta segunda, tem o objetivo de fortalecer ações da política nacional de cultura e das artes

Foto: Wikimedia Commons
Apoie Siga-nos no

O Ministério da Cultura institui nesta segunda-feira 27 o título de Embaixador da Cultura Brasileira, a fim de fortalecer ações da política nacional de cultura e das artes.

O primeiro beneficiado com a honraria será o cantor, compositor, ator e diretor Seu Jorge, que será diplomado pela ministra Margareth Menezes. A ação acontece durante o evento Diálogos Culturais: África Brasil Caribe Diáspora, no CCBB, em Brasília.

Segundo o MinC, o título reconhece a destacada trajetória de Seu Jorge nas artes e sua participação no processo de fortalecimento e de internacionalização do cinema brasileiro.

A expectativa é que Seu Jorge possa apoiar a construção de ações com países do continente africano e do Caribe, por meio do cinema, da música e da arte.

De acordo com portaria a ser publicada pela pasta, podem ser agraciados pelo título “quaisquer personalidades de notório saber e relevância para a cultura e para as artes, os quais serão escolhidos diretamente por ato da autoridade máxima do Ministério da Cultura ou por Comitê designado para esse fim, mediante prévia justificativa, ou por meio de Chamamento Público”.

Ainda de acordo com o ministério, o exercício do título de embaixador da cultura brasileira é considerado prestação de serviço público relevante, não remunerado e não acarreta no reconhecimento de vínculo de trabalho.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Leia também

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Um minuto, por favor…

O bolsonarismo perdeu a batalha das urnas, mas não está morto.

Diante de um país tão dividido e arrasado, é preciso centrar esforços em uma reconstrução.

Seu apoio, leitor, será ainda mais fundamental.

Se você valoriza o bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando por um novo Brasil.

Assine a edição semanal da revista;

Ou contribua, com o quanto puder.