CartaExpressa,Saúde

Vacinação evitou a morte de 43 mil idosos por Covid no Brasil

Vacinação evitou a morte de 43 mil idosos por Covid no Brasil

Vacina para todos 
é um lema mundial. (Foto: Cristine Rochol/Prefeitura de Porto Alegre)

Vacina para todos é um lema mundial. (Foto: Cristine Rochol/Prefeitura de Porto Alegre)

A vacinação contra a Covid-19 já evitou a morte de 43 mil pessoas acima dos 70 anos no Brasil. A conclusão é de um estudo da Universidade Federal de Pelotas que analisou mais de 238 mil óbitos pela doença entre janeiro e maio deste ano.

O estudo mostra que a proporção de mortes de idosos em relação ao total de óbitos caiu de 28% para 16% na faixa etária dos 70 aos 79 anos e de 28% para 12% nas pessoas a partir dos 80 anos.

O primeiro grupo atingiu um índice de vacinação de 90% até a primeira metade de maio; no grupo das pessoas com mais de 80 anos, a taxa se estabilizou em 95% a partir de março.

Os especialistas afirmam que se as mortes entre os idosos seguisse a tendência verificada entre os mais jovens, seriam esperadas 70.015 óbitos entre as pessoas com 80 anos ou mais. O registro, no entanto, foi de 37.401. Já na faixa dos 70 aos 79 anos a expectativa de mortes seria de 20.238, mas foram contabilizadas 13.838. Somando as projeções para cada faixa etária, os imunizantes evitaram as mortes de 43.082 idosos no País.

 

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem