CartaExpressa,Sociedade

‘Tudo bandido’, diz Mourão sobre vítimas da chacina no Rio

‘Tudo bandido’, diz Mourão sobre vítimas da chacina no Rio

Ao todo, 25 pessoas perderam a vida – entre elas, um agente da Delegacia de Combate às Drogas, André Frias

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O vice-presidente, Hamilton Mourão, disse nesta sexta-feira 7 que as vítimas da chacina na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, eram “tudo bandido”.

Ao todo, 25 pessoas perderam a vida – entre elas, um agente da Delegacia de Combate às Drogas, André Frias.

“Tudo bandido! Entra um policial numa operação normal e leva um tiro na cabeça de cima de uma laje. Lamentavelmente, essas quadrilhas do narcotráfico são verdadeiras narcoguerrilhas, têm controle sob determinadas áreas e são um problema da cidade do Rio de Janeiro”, afirmou Mourão, segundo o site Metrópoles.

“É um problema da cidade do Rio de Janeiro que já levou várias vezes as Forças Armadas a serem chamadas para intervir, é um problema sério do Rio de Janeiro que nós vamos ter que resolver um dia ou outro”, acrescentou.

De acordo com o Grupo de Estudos dos Novos Ilegalismos da Universidade Federal Fluminense, a operação foi a mais letal da história do Rio.

 

Junte-se ao grupo de CartaCapital no Telegram

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem