CartaExpressa

Tony Ramos passa por nova cirurgia para tratar hematomas intracranianos

Boletim do hospital diz que o ator ‘encontra-se bem’ após a realização do procedimento

Foto: Reprodução/TV Globo
Apoie Siga-nos no

O ator Tony Ramos foi submetido a uma nova cirurgia no domingo 19 após serem detectados novos hematomas intracranianos, decorrentes de distúrbios de coagulação.

A informação foi dada pelo Hospital Samaritano Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, onde o ator encontra-se internado.

“O Hospital Samaritano Botafogo informa que o ator Tony Ramos foi submetido a uma nova cirurgia pelo Dr. Paulo Niemeyer, na data de hoje (19/05), após apresentar distúrbios de coagulação que resultaram na formação de novos hematomas intracranianos. O paciente encontra-se bem, acordado e respirando sem o auxílio de aparelhos“, informou a unidade, em nota.

Tony Ramos passou por uma primeira cirurgia na última quinta-feira 16 para drenar um hematoma subdural, um sangramento intracraniano. Ele chegou a receber alta da UTI no sábado 18 e foi transferido para a unidade semi-intensiva.

O ator foi internado após se sentir mal, pela manhã, e cancelar gravações. Tony Ramos completou 60 anos de carreira este ano, sendo 46 deles na TV Globo.

ENTENDA MAIS SOBRE: , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar