CartaExpressa

Tesoureiro do BRB é suspeito de desviar R$ 3,5 milhões para apostas online

Funcionário teria fraudado documentos contábeis para encobrir a suposta fraude; operação da Polícia Civil do DF está em andamento nesta terça-feira

Imagem: Reprodução / Agência de Brasília
Apoie Siga-nos no

Um tesoureiro de uma agência do Banco Regional de Brasília foi alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal por suspeita de desviar 3,5 milhões de reais para jogo de apostas virtuais. A ação policial está em andamento nesta terça-feira 20.

A denúncia foi feita às autoridades após uma auditoria do BRB, que identificou irregularidades contábeis na agência. A operação cumpre, nesta terça, mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de contas do funcionário investigado. 

Segundo as investigações, o tesoureiro retirava dinheiro da agência e depositava em sua conta pessoal. Para encobrir a fraude, ele falsificava documentos. 

Os valores supostamente desviados foram utilizados para jogos de apostas virtuais. Ainda não se sabe se há envolvimento de outros servidores do banco na fraude. 

A Justiça determinou, até o momento, o bloqueio de 3,5 milhões de reis das contas do funcionário. O bloqueio inclui ativos financeiros, investimentos e seguros de vida em nome do tesoureiro. 

O tesoureiro, que ainda não teve o nome revelado, é suspeito de peculato e lavagem de dinheiro. As penas somadas dos crimes podem chegar a 22 anos de prisão.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar