CartaExpressa

Senador vai ao STF para que Bolsonaro prove que houve fraude nas eleições

Alessandro Vieira ressalta que as declarações do presidente não apresentaram indícios de irregularidades e são dúbias e imprecisas

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Foto: Pedro França/Agência Senado
O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE). Foto: Pedro França/Agência Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) entrou nesta quarta-feira 21 com uma interpelação no Supremo Tribunal Federal para que o presidente Jair Bolsonaro prove que as últimas eleições foram fraudadas.

No documento, o parlamentar ressalta que as declarações do presidente não apresentaram “indícios de irregularidades” e afirma que  as manifestações do presidente são” dúbias e imprecisas”.

“Nesse sentido, ajuíza-se a presente medida com a finalidade de instruir possível ação penal em decorrência das manifestações inverídicas e infundadas do sr. Presidente da República, que colocam em risco a estabilidade democrática do país e desqualificam a atuação das autoridades durante as eleições de 2018, inclusive desta colenda Corte Suprema, do Tribunal Superior Eleitoral e tantas outras instituições, de modo a fragilizar o Sistema Eleitoral Brasileiro”, diz.

“Nesse sentido, quando o Presidente da República, por reiteradas vezes, faz afirmações infundadas a respeito da lisura da Justiça Eleitoral, especialmente quanto ao sistema de votação e apuração, deve ser instado a esclarecer o que assevera e a prová-lo, razão pela qual se vale da presente interpelação”, acrescenta.

Leia a interpelação na íntegra.

Versão protocolada

 

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!