CartaExpressa,Política

Senado oficializa a prorrogação da CPI da Covid por 90 dias

Senado oficializa a prorrogação da CPI da Covid por 90 dias

O presidente da comissão, Omar Aziz, e o relator, Renan Calheiros. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O presidente da comissão, Omar Aziz, e o relator, Renan Calheiros. Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), anunciou a prorrogação da CPI da Covid, que foi instalada em 27 de abril e finalizaria os seus trabalhos em 7 de agosto. A decisão de Pacheco, que estende as investigações por 90 dias, foi lida no plenário nesta quarta-feira 14.

A determinação ocorre num momento em que ganha espaço a linha de apuração sobre suposta prática de corrupção do governo na negociação de vacinas. Outros focos de investigação estiveram no “gabinete paralelo” do Ministério da Saúde e na conduta negacionista do governo em meio à crise sanitária.

Para o senador Fabiano Contarato (Rede-ES), a CPI já provou vários crimes de Bolsonaro, como charlatanismo, usurpação de função pública e infração de medida sanitária preventiva. Estão sob análise, também, possíveis práticas de prevaricação e de  corrupção ativa e passiva.

 

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem