CartaExpressa,Política

‘Se cada um ficasse no seu quadrado constitucional, o Brasil seria outro’, diz Temer

‘Se cada um ficasse no seu quadrado constitucional, o Brasil seria outro’, diz Temer

O ex-presidente Michel Temer. Foto: AFP

O ex-presidente Michel Temer. Foto: AFP

O ex-presidente Michel Temer participou de um debate sobre ‘democracia e governabilidade’ nesta sexta-feira 6 e defendeu, mais uma vez, o modelo semipresidencialista, endossado pelos ministros Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. Também afirmou que “nós não temos paz no nosso País”.

“A inexistência da paz gera uma instabilidade muito grande. Não quer isso significar que os vários setores da sociedade não possam contestar-se entre si. Mas é preciso cumprir o texto constitucional. Se cada um ficasse no seu quadrado constitucional, acho que o Brasil seria outro”, disse Temer.

Segundo o emedebista, a Constituição “diz que os Poderes são independentes, mas harmônicos entre si” e, por isso, quando há desarmonia, “o que há é inconstitucionalidade””.

Temer, que chegou à Presidência em 2016 após o golpe contra Dilma Rousseff, também afirmou que pedidos de impeachment “causam instabilidade, interna e internacional”.

 

 

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Compartilhar postagem