CartaExpressa

Renan Calheiros pedirá indiciamento dos filhos de Bolsonaro por fake news

Segundo a CNNBrasil, o capítulo do relatório que trata de mentiras é o que contempla o maior número de pessoas que podem ser indiciadas

O clã Bolsonaro.

(Foto: Roberto Jayme/ASCOM)
O clã Bolsonaro. (Foto: Roberto Jayme/ASCOM)

O relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL), vai recomentar o indiciamento dos três filhos políticos do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio, o deputado federal Eduardo e o vereador Carlos. A informação é da jornalista Basília Rodrigues, da CNNBrasil. O crime cometido pelos integrantes do clã é a disseminação de fake news.

Por não haver um tipo penal para notícias falsas, o que não resultaria na responsabilização imediata,  técnicos do Senado listaram os crimes que ocorreram a partir do compartilhamento intencional de difundir mentiras, como promover medicamentos sem eficácia comprovada e a imunidade de rebanho.

De acordo com a jornalista, os filhos do presidente poderão responder por colaborar com a infestação do vírus, o que formalmente se encaixaria no crime de epidemia.

O capítulo do relatório que trata das fake news é o que contempla o maior número de pessoas que podem ser indiciadas. Há médicos, empresários, políticos.

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!