CartaExpressa

Relator quer votar taxação de importações de US$ 50 nesta segunda

Até o início desta tarde, o tema ainda não constava na agenda da Câmara dos Deputados

Este é o deputado federal Átila Lira, do PP do Piauí - Flickr/Partido Progressistas
Apoie Siga-nos no

O deputado Átila Lira (PP-PI), relator do projeto que, entre outros pontos, retoma a taxação federal sobre compras internacionais de até US$ 50, defendeu a votação da proposta ainda nesta segunda-feira 27.

Em declaração ao G1, o parlamentar afirmou que a votação está sendo negociada com líderes, e que ele aguarda uma posição final do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), ainda nesta tarde.

“A ideia é a gente votar hoje, mas preciso ainda da decisão dos líderes. Mas já conversei internamente que o ideal seria votar hoje, ou, no máximo , amanhã [terça-feira]”, disse.

Até o início desta tarde, o tema ainda não constava na agenda da Câmara dos Deputados.

Na última semana o presidente Lula (PT) afirmou na última quinta-feira 23 que a tendência é vetar uma eventual decisão do Congresso Nacional de taxar as compras internacionais. Ele considera, no entanto, a possibilidade de “negociar” uma solução.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar