CartaExpressa

Quaest: maioria dos brasileiros indica que Lula ‘não merece’ ser reeleito em 2026

A pesquisa foi feita entre os dias 2 e 6 de maio e conta com 2.045 entrevistas presenciais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foto: Evaristo Sa/AFP
Apoie Siga-nos no

Para a maioria dos brasileiros, Lula (PT) ‘não merece’ ser reeleito presidente da República em 2026. A indicação está na nova rodada da pesquisa da consultoria Quaest divulgada nesta segunda-feira 13.

Nela, é possível ver que 55% dos entrevistados afirmam que o atual presidente, neste momento, não deveria ter a chance de assumir um novo mandato na próxima eleição. Outros 42% apontam o contrário: Lula ‘merece’ ser reconduzido ao cargo no próximo pleito. 3% não responderam.

Apesar desse cenário, nenhum outro nome monitorado pela Quaest supera Lula em potencial de voto.

Ao todo, foram monitorados oito nomes, além de Lula. O atual presidente soma 47% de indicações de voto. Esse é o maior percentual entre os ‘presidenciáveis’ citados pela Quaest. O petista tem, neste momento, 49% de rejeição eleitoral.

O segundo colocado na pesquisa é Jair Bolsonaro (PL), com um potencial de votos que chega a 39%’. A rejeição ao ex-capitão é a maior entre todos os monitorados: 54%. Ele, importante frisar, está inelegível.

Na lista de ‘pré-candidatos’ da Quaest aparece, ainda, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), que tem 32% de potencial de votos e 50% de rejeição, e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL), que chega a 33% de aceitação e 50% de reprovação ao seu nome.

Veja o desempenho dos demais monitorados:

  • O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP) – 28% de ‘votaria’, 30% de ‘não votaria’ e 39% de ‘não conheço’;
  • O governador Ratinho Jr. (PSD-PR) – 21% de ‘votaria’, 27% de ‘não votaria’ e 50% de ‘não conheço’;
  • O governador Romeu Zema (Novo-MG) – 16% de votaria, 25% de ‘não votaria’ e 57% de ‘não conheço’;
  • O governador Ronaldo Caiado (União-GO) – 12% de ‘votaria’, 24% de ‘não votaria’ e 60% de ‘não conheço’;
  • A deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) – 10% de ‘votaria’, 30% de ‘não votaria’ e 53% de ‘não conheço’.

A pesquisa desta segunda-feira 13 foi feita entre os dias 2 e 6 de maio e conta com 2.045 entrevistas presenciais. A margem de erro do levantamento é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , , , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Depois de anos bicudos, voltamos a um Brasil minimamente normal. Este novo normal, contudo, segue repleto de incertezas. A ameaça bolsonarista persiste e os apetites do mercado e do Congresso continuam a pressionar o governo. Lá fora, o avanço global da extrema-direita e a brutalidade em Gaza e na Ucrânia arriscam implodir os frágeis alicerces da governança mundial.
CartaCapital não tem o apoio de bancos e fundações. Sobrevive, unicamente, da venda de anúncios e projetos e das contribuições de seus leitores. E seu apoio, leitor, é cada vez mais fundamental.
Não deixe a Carta parar. Se você valoriza o bom jornalismo, nos ajude a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar