CartaExpressa

‘PL está se passando de fachada,’ diz Carlos Bolsonaro, após presidente da sigla sinalizar apoio à Dino no STF

O filho ‘zero 1’ do ex-presidente também manifestou preocupação com o aceno de Valdemar da Costa Neto ao governo

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Foto: Sergio Lima/AFP
Apoie Siga-nos no

O vereador Carlos Bolsonaro (PL-RJ) criticou no sábado 30, o movimento de parlamentares do PL estarem próximos ao governo Lula (PT). 

“Os outros partidos e grupelhos já perceberam que o PL está se passando nitidamente de fachada e veem a brecha para engolir tudo que você construiu”, publicou em seu story no Instagram. “No fim será uma direita permitida versus a esquerda de sempre”.

A reclamação do ‘zero 2’ precede o aceno de Valdemar da Costa Neto, presidente da sigla, sobre o apoio à indicação do ministro da Justiça Flávio Dino ao STF. 

“Se for um cidadão preparado, que é o caso, devemos votar a favor”, afirmou Valdemar em entrevista à CNN.

Quem também demonstrou repúdio sobre possível apoio a Dino, foi o filho ‘zero 1’ de Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ).

“Uma pessoa arrogante, prepotente, que defende aborto, não combate o tráfico de drogas e armas, debocha do Senado e usa ‘sua’ polícia para perseguir políticos”, disse ele sobre o ministro da Justiça. 

Também estão cotados como favoritos para a vaga deixada pela ministra Rosa Weber, que se aposentou neste sábado, o advogado-geral da União, Jorge Messias, e o presidente do TCU, Bruno Dantas. 

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar