CartaExpressa

Pazuello chega de terno, e não fardado, à CPI da Covid

Antes, ex-ministro queria a farda tendo em vista o porquê de sua nomeação à pasta da Saúde

O esperado depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na CPI da Covid nesta quarta-feira 19 já tem o primeiro registro de uma mudança de estratégia por parte do general.

Se outrora Pazuello comentava nos bastidores em comparecer ao Senado fardado, um traje significativo tendo em vista o porquê de sua nomeação à pasta da Saúde em primeiro lugar, o ex-ministro chegou ao Senado usando um simples terno, traje social comum a todos os demais participantes.

O comentarista Octavio Guedes, da Rede Globo, afirmou que a escolha do traje foi uma orientação expressa do comandante do Exército, que tenta conter uma possível avalanche em um dos dias mais esperados da Comissão que apura possíveis irregularidades no combate à pandemia.

O depoimento já começou e pode ser acompanhado ao vivo pelo canal de CartaCapital no Youtube:

Assine nossa newsletter

Receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada.

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fonte confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!