CartaExpressa,Política

‘O PT trabalha 24 horas por dia para impedir o Ciro de crescer’, diz presidente do PDT

‘O PT trabalha 24 horas por dia para impedir o Ciro de crescer’, diz presidente do PDT

Carlos Lupi, no entanto, alerta para que os ataques não cheguem a um ponto que impeça a união da esquerda no segundo turno de 2022

Carlos Lupi e Ciro Gomes. Foto: Reprodução

Carlos Lupi e Ciro Gomes. Foto: Reprodução

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, amenizou os ataques que Ciro Gomes direcionou a membros do PT nesta quarta-feira 13.

O presidenciável afirmou que sua relação com o que chamou de “lulopetismo corrompido e neoliberal tosco” está encerrada. O pedetista também disse que Lula teria conspirado pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

A petista reagiu e declarou que Ciro “mente há muito tempo e continua há uma década com um dígito nas pesquisas”.

Para Lupi, o episódio lembra a disputa entre Lula e Leonel Brizola no primeiro turno das eleições presidenciais de 1989. “Foi a mesma coisa. O PT tinha uma disputa muito forte conosco para ver quem iria para o segundo turno e trabalhou para a destruição do Brizola 24 horas por dia, dizendo que eles eram a esquerda e nós a direita. É um filme velho que, para mim, não cola mais”, disse em conversa com CartaCapital.

“O PT trabalha 24 horas por dia para impedir o Ciro de crescer na política. Foi assim em 2018 e querem de novo agora”, acrescentou o presidente da sigla.

O pedetista, no entanto, alerta para que os ataques não cheguem a um ponto que impeça a união da esquerda no segundo turno de 2022.

“Todo processo acontece isso. Em 89, foi a mesma coisa de ataques permanentes de Lula contra Brizola e Brizola contra o Lula. No segundo turno, ficamos juntos. Mas não se pode exagerar em um ponto que se inviabilize a possibilidade de união no segundo turno”, declarou.

Questionado sobre se Ciro estaria exagerando, Lupi afirmou que não compartilha de algumas posições, mas que a opinião do correligionário tem que ser respeitada. “Ele ajudou muito o PT e se sente traído”.

 

Responda nossa pesquisa e nos ajude a entender o que nossos leitores esperam de CartaCapital

Um minuto, por favor...

Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras e os ataques às instituições custa tempo e dinheiro. Nós, da CartaCapital, temos o compromisso diário de levar até os leitores um jornalismo crítico, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Acreditamos que este seja o melhor antídoto contra as fake news e o extremismo que ameaçam a liberdade e a democracia.

Se você acredita no nosso trabalho, junte-se a nós. Apoie, da maneira que puder. Ou assine e tenha acesso ao conteúdo integral de CartaCapital!

Editor do site de CartaCapital. Twitter: Alisson_Matos

Compartilhar postagem