CartaExpressa

Nunes indica presença em ato de Bolsonaro em São Paulo: ‘Gratidão muito grande’

O emedebista será candidato à reeleição à prefeitura com o apoio do ex-capitão

Foto: Reprodução
Apoie Siga-nos no

O prefeito Ricardo Nunes (MDB) anunciou nesta sexta-feira 16 que deve comparecer ao ato em defesa de Jair Bolsonaro (PL) marcado para 25 de fevereiro na Avenida Paulista, em São Paulo.

A declaração foi concedida em coletiva de imprensa ao lado do governador Tarcisio de Freitas (Republicanos), que também confirmou presença na manifestação.

“Devo comparecer. Eu tenho uma gratidão muito grande ao presidente Bolsonaro”, disse o pré-candidato à reeleição, que contará com o apoio do ex-capitão na disputa municipal. “Deve me apoiar, portanto, evidentemente, eu também preciso ser solidário e parceiro. A minha parceria, a minha amizade com o Tarcísio é importante. Lógico, está longe, pode ser que mude alguma coisa de agenda, mas a tendência é que eu vá.”

O ato de Bolsonaro é uma reação à operação deflagrada na semana passada pela Polícia Federal para apurar a tentativa de golpe de Estado em 2022. Nesta sexta, em uma nova convocação nas redes sociais, ele pediu que apoiadores não se reúnam em qualquer outro município, apenas na capital paulista.

ENTENDA MAIS SOBRE: , , , ,

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Relacionadas

Jornalismo crítico e inteligente. Todos os dias, no seu e-mail

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba um boletim matinal exclusivo

Apoie o jornalismo que chama as coisas pelo nome

Os Brasis divididos pelo bolsonarismo vivem, pensam e se informam em universos paralelos. A vitória de Lula nos dá, finalmente, perspectivas de retomada da vida em um país minimamente normal. Essa reconstrução, porém, será difícil e demorada. E seu apoio, leitor, é ainda mais fundamental.

Portanto, se você é daqueles brasileiros que ainda valorizam e acreditam no bom jornalismo, ajude CartaCapital a seguir lutando. Contribua com o quanto puder.

Quero apoiar